12 maio, 2013

Retalho de uma história


Flores, cartões, presentes. No ar, perfumes misturados, de cada um, de todos juntos. Haviam acabado de deixar a casa. Os três; Pedro, Sara e Leonardo. Helena sentia o vazio dos cômodos, mas o coração pesava de contentamento, de uma emoção conflituosa, equilibrada numa linha frágil, entre a felicidade e a saudade.

Sentada ali, perto da janela, sob a luz do abajur, ela perdia o olhar nas fotos das suas crianças. Pedro, agora engenheiro e pai do seu neto caçula, posava para a lente fazendo careta. Sara, professora infantil e recém-casada, fora registrada na primeira aula de ballet. Leonardo, professor universitário, escritor, e pai de gêmeos, mostrava suas habilidades ao andar de bicicleta.

Tudo aquilo era passado. E não era. O tempo levou em seus trilhos impecáveis e as lembranças traziam com cheiro, som e cor. Tudo aquilo era retalho de uma história, complexa por contar três vidas, e simples por resumir um grande amor correspondido.

Os olhos de Helena marejavam. O silêncio da casa abraçava a sua dor feliz. Era tarde, hora de deitar. O sono cuidaria das coisas imutáveis. O pai dos seus filhos a esperava no topo da escada, sem palavras e com o mesmo sorriso.



Ingrid Dragone

Nenhum comentário: