03 fevereiro, 2010

Uma mensagem

Eu queria, neste momento, escrever uma mensagem muito bonita, altruísta, que enchesse os corações de conforto. Queria espalhar uma mensagem repleta de cores e com um perfume delicado. Uma mensagem que não ficasse guardada, mas que invadisse os espaços tornando mais alegres todas as pessoas que nela pousassem suas pupilas. Poderia ser uma mensagem pequena. De palavras simples. Intensa por causa da sua verdade e doce por causa da sua pureza. Uma mensagem que atingisse sem ferir, que abrisse os olhos sem tirar a esperança, que encontrasse em cada pessoa o motivo para sempre ser lembrada. Se eu fosse capaz de criar essa mensagem agora, com certeza ela falaria de amor. Cura, perdoa, encoraja, transforma; assim é o amor. Se essa mensagem de amor tomasse o mundo, alastrando-se pelas fronteiras como uma manta acolhedora, provocando o sorriso nas faces marcadas pela dor de cada dia, inspirando os que têm fincado os pés na lama, eu seria ainda mais feliz hoje. Amanhã. E depois de amanhã.


Ingrid Dragone