20 dezembro, 2007

Convite


Olhares trocados. Todo o mundo ao redor torna-se uma grande mancha. Silêncio. Depois a música. Ele estende a mão e sorri. Apenas. Ela pousa a mão, aceitando, e sorri. Apenas.

A música embala o movimento dos corpos, que aos poucos se transformam em um único. Fusão de desejos. Calor. Frio na espinha.

A sensação alonga-se muito. Por dentro de muitas e muitas canções.

Nada se diz. Não é preciso dizer. Rostos casados. A boca escapa lentamente chegando à boca oposta. Ela foge. Ele pede. Sem palavras.

Olhares. Silêncio. Tudo calado em um beijo. Tudo dito em um beijo.

Nasce um par. Um encantamento. Uma poesia, que em voz pouco expressa. Que em sentimento percorre os bosques e labirintos dos corações.


Ingrid Dragone

Nenhum comentário: